Operação mira expansão de facção do tráfico do RJ para a Região Norte; polícia atua em 4 estados

0
18

A Polícia Civil do RJ iniciou nesta terça-feira (21) a Operação Rota do Rio, contra a expansão para outros estados de traficantes do Comando Vermelho (CV). Agentes saíram para cumprir 113 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amazonas e Pará.

Segundo as investigações da Delegacia de Combate às Organizações Criminosas e à Lavagem de Dinheiro (DCOC-LD), houve um racha na facção Família do Norte, e um dos lados migrou para o CV e fundou o Comando Vermelho do Amazonas (CVAM), reconfigurando as rotas das drogas pelo país.

Essa aliança passou a controlar, por exemplo, a fronteira do Brasil com o Peru e com a Colômbia.Ainda de acordo com a DCOC-LD, a quadrilha realiza pagamentos de forma pulverizada a diversos laranjas e empresas, como um frigorífico, para dificultar as investigações. Em 2 anos, as facções movimentaram R$ 27 milhões em atividades ilícitas.

No Amazonas, um dos alvos de buscas foi Raimundo Pinheiro da Silva, ex-prefeito de Anamã. Segundo as investigações, ele é o dono do frigorífico que lava dinheiro para o tráfico.

Na capital fluminense, um dos endereços visados era um prédio na Avenida Atlântica, em Copacabana. Agentes também foram para a Barra da Tijuca e para o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, e para o Fallet-Fogueteiro, na região central — onde houve registro de tiroteio.

Durante as buscas, policiais da 21ª DP (Bonsucesso) capturaram no Morro dos Prazeres Juan Roberto Figueira da Silva, o Cocão, chefe do tráfico da comunidade. Ele estava foragido da Justiça, com pelo menos 6 mandados de prisão em aberto. Segundo as investigações, ordenava assaltos na Grande Tijuca e na Zona Sul do Rio.

Ainda no RJ, mandados foram cumpridos em Armação dos Búzios e em Cabo Frio, na Região dos Lagos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui