‘Agradeço estar vivo’; ‘Não vamos voltar’; ‘Pegamos só documentos e os bichos’: os relatos das vítimas da tragédia no Rio Grande do Sul

0
26

As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde 29 de abril provocaram mais de 90 mortes e deixaram mais de 130 pessoas desaparecidas até a manhã desta terça-feira (7). O total de feridos já passa de 360.

Os relatos de moradores que precisaram deixar suas casas ou que perderam bens e precisarão reconstruir suas vidas revelam o impacto da tragédia.

‘Não tenho como sair’

Numa estrada da Grande Porto Alegre, um homem foi encontrado pela equipe de reportagem do Bom Dia Brasil morando no carro apenas com os pertences que conseguiu juntar. Ele não sabe se a casa dele continua de pé.

“Tô parado aqui [com o carro na rua], dormindo mal. Olha aí como ‘tá’ meus pés. Eu não posso sair daqui, deixar tudo atirado aqui. O carro, moto aí. E outra coisa, tá tudo trancado, eu não tenho como sair. Eu agradeço a deus, já tô agradecendo por eu estar vivo aqui. Mas se minha casinha estiver de pé, eu agradeço mais ainda”, diz o homem abrigado no próprio carro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui