Anúncio pago em redes sociais chama para ato golpista e mente sobre eleição.

0
31

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Publicações seguem no ar apesar de irem contra políticas de moderação da Meta
  • Anúncios foram vistos mais de 414 mil vezes
  • Vídeo com mentiras sobre fraude nas urnas foi assistido mais de 125 mil vezes
  • Facebook só removeu 4 dos 65 conteúdos considerados golpistas

“Nós não vamos deixar um ladrão assumir nossa nação, e as Forças Armadas têm a obrigação de nos defender. Nós não estamos pedindo pra eles, nós estamos exigindo deles que nos dêem amparo”, escreveu Sergio Bolsi na página Desperta Brasil Sergio Bolsi. O post foi veiculado por uma semana, entre 15 e 22 de novembro, no Facebook, Instagram e Messenger e foi visto entre 40 mil e 45 mil vezes. Impulsionado, custou menos de R$ 100 para o anunciante.

Assim como ele, a Agência Pública identificou ao menos outros 65 anúncios publicados no Facebook e Instagram por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que não aceitam a derrota do líder nas urnas. Os textos divulgam protestos antidemocráticos e defendem um golpe para impedir a posse do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e já foram vistos no mínimo 414 mil vezes desde o início de novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui