Pai mata filho de 11 anos com tiro acidental em Formosa (GO)

0
101

Um pai matou o filho de apenas 11 anos com um tiro de arma de fogo em Formosa (GO, foto em destaque), cidade no Entorno do Distrito Federal, por volta das 19h, de sexta-feira (27/5). Segundo a Polícia Civil de Goiás (PCGO), a investigação aponta para um disparo acidental.

“Todo o contexto aponta, a princípio, que o pai tenha efetuado um disparo acidental no seu filho de 11 anos de idade. É uma situação, uma cena difícil, triste, uma fatalidade”, pontuou o delegado Danilo Meneses.

Segundo o delegado, o pai tem registro de colecionador, atirador desportivo e caçador (CAC). Após receber a informação de um disparo, a Polícia Militar de Goiás (GO) foi chamada para um endereço na rua Augusto de Andrade.

Ao chegar no local, os policiais ouviram outro tiro. Na sequência, encontraram o pai e o menino feridos. De acordo com investigadores, todos os indícios apontam que o pai teria disparado acidentalmente contra a criança.

Segundo os policiais, após ver que teria ferido o filho, o pai, em desespero, teria efetuado um disparo contra o próprio rosto, com uma espingarda de calibre 12.

No local, havia quatro armas: um revólver, uma pistola, um rifle calibre 22 e a espingarda calibre 12. “A informação que a gente tem é que ele, sim, é CAC. E de que todas as armas são registradas”, completou o delegado.

Fatalidade

A cena chocou os policiais. “Mais uma fatalidade com o manuseio de armas de fogo que, infelizmente, acabou por ceifar a vida dessa criança”, lamentou o delegado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e conseguiu estabilizar o pai. Ele foi levado para o Hospital Regional de Formosa. Neste sábado (28/5), a família tentava transferência para o Hospital de Base.

“O recado que a gente deixa para a família é: força e sabedoria para lidar com esse momento. Que eu tenho certeza que é um momento muito difícil, de muita dor. É uma situação em que nenhuma palavra que eu disser aqui vai poder descrever toda tensão, toda dor das pessoas próximas do filho e do pai estão vivendo nesse momento”, concluiu o delegado. A Polícia Civil instaurou um inquérito para esclarecer as circunstâncias do episódio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui