Suspeito de chantagear padre Robson fugiu de delegacia em carro de luxo após pagar R$ 100 mil a policiais, conclui investigação

0
238

A Corregedoria da Polícia Civil investigou a fuga do preso Welton Ferreira Nunes Júnior, que ocorreu em 2016, e concluiu que ele pagou R$ 100 mil a policiais para viabilizar a saída da Delegacia de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia. Três anos depois, ele foi condenado por chantagear o padre Robson de Oliveira – cujo caso está arquivado. De acordo com os depoimentos colhidos, a mãe dele o buscou em um carro de luxo da marca Mercedes.

O inquérito foi encaminhado ao Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) indiciando três policiais por corrupção passiva – sendo um deles pela facilitação de fuga também – e o próprio preso e a mãe dele por corrupção ativa.

De acordo com o Ministério Público do Estado de Goiás, os autos ainda não foram concluídos e, até esta terça-feira (29), “não foi aberta vista ao MP para as providências cabíveis”.

Advogado que representa Welton e a mãe dele, Leidina Alves Bessa (também indiciada no processo), Ricardo Silvestre disse que a defesa só se manifestará após o caso ser analisado pelo MP, que pode oferecer ou não denúncia contra os citados.

Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2022/03/29/suspeito-de-chantagear-padre-robson-fugiu-de-delegacia-em-carro-de-luxo-apos-pagar-r-100-mil-a-policiais-conclui-investigacao.ghtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui