Enquanto milhares de brasileiros passam fome, Bolsonaro sinaliza não vetar fundão eleitoral de quase seis bilhões de reais

0
597

Enquanto milhares de pessoas morrem ou passam fome no Brasil , o presidente Jair Bolsonaro que sempre disse ser contra o fundão eleitoral, hoje, em seu cercadinho, deixou a entender a seus eleitores que não vetará o fundão eleitoral de quase  seis bilhões de reais aprovado pelo Congresso Nacional e Senado Federal. Para se ter ideia, o mesmo fundo eleitoral em 2018 e 2020 era de 2 bilhões de reais, ou seja, se Bolsonaro não vetar o que foi aprovado pelo congresso nacional esse valor pode mais que duplicar.

Enquanto, Bolsonaro flerta com o centrão para tentar se manter vivo para as eleições de 2022 não vetando o Fundão eleitoral, milhares de vidas crianças, jovens e idosos morrem de fome. Segundo o Inquero Nacional Sobre Segurança alimentar, em 2020, 19 milhões de pessoas viviam em situação de fome no país, em 2018, eram 10,3 milhões. Ou seja, em dois anos houve um aumento de 27,6% (ou quase 9 milhões de pessoas a mais). E esse número tem crescido todos os dias. Basta olhar o aumento do número de pedintes,  desempregados e vulneráveis a sua volta.

A política econômica inversa implantada pelo governo Bolsonaro, onde os privilegiados é o agronegócio, os bancos e o “establishment Político” e os mais pobres e vulneráveis são os esquecidos e abandonados, faz com que o Brasil volte ao quadro de miséria há anos não vividos no país. Vale lembrar que os filhos do presidente Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro e o Deputado Federal Eduardo Bolsonaro, sempre disseram ser contrários ao fundão eleitoral, mas votaram a favor do aumento desse mesmo fundão de 2 bilhões para quase 6 bilhões de reais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui