Proliferação de escorpiões, assustam a população de Formosa

0
3269

A população de Formosa, anda assustada com a proliferaçâo de escorpiões e com a quantidade dos mesmos encontrados em suas casas. O relato de pessoas picadas somado a morte de uma criança ano passado no município, tem deixado pais preocupadíssimos com suas crianças.
A Secretária Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) registrou nos últimos 2 anos 9,4 mil ataques com animais peçonhentos, com 20 mortes. O índice é considerado alto e envolve aranhas, cobras e escorpiões. Em mais de 9 mil casos, as vítimas foram atacadas por escorpiões, aranhas e cobras.
Os acidentes com escorpiões são muito frequentes. Esse animal é pouco agressivo e possui hábitos noturnos. Geralmente são encontrados em pilhas de madeiras, cercas, sob pedras, cupinzeiros e adaptam-se bem ao ambiente doméstico.
A picada de escorpião, na maioria das vezes, causa poucos sintomas, podendo apresentar dor imediata; eritema; edema leves, e sudorese. Já crianças abaixo de 7 anos apresentam mais risco de alterações sistêmicas nas picadas pelo escorpião amarelo, que podem levar a casos graves e requerem soroterapia específica em tempo adequado. O tratamento é sintomático.
O escorpião amarelo é o responsável pelo maior número de acidentes, principalmente com crianças. Houve aumento significativo de acidente com esse animal peçonhento, pois a fêmea não precisa do macho para reproduzir. Costumam habitar em locais escuros, tais como buracos, fendas, entulhos, lixos e esgotos.
Veja como se proteger da picada de Escorpiâo:
• Não deixar acumular lixo e entulho nos quintais, jardins,terrenos baldios e ao redor das residências;

• Colocar o lixo em sacos plásticos fechados para evitar baratas e outros insetos;

• Proteger os predadores naturais dos escorpiões,como calangos,lagartixas, lacraias,corujas, sapos,macacos e galinhas;

• Remanejar periodicamente materiais de construção que estejam armazenados, usando luvas de raspa de couro para proteger as mãos;

• Verificar cuidadosamente vestuários, calçados, toalhas e roupas de cama, antes de usá-los;

• Limpar periodicamente ralos de banheiro, cozinha e caixas de gordura;

• Manter camas e berços afastados da parede, no mínimo 10 centímetros;

• Evitar que roupas de cama toquem o chão;

• Rebocar frestas das paredes e rodapés, para que não apresentem vãos;

• Manter fechadas as tampas dos ralos de banheiros, tanques e pias

Texto: Rony Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui