Formosa: A “diáspora partidária” assombra candidatos

0
498

A menos de 30 dias para o fim do prazo estabelecido pelo TSE de filiações e trocas partidarias, canditados a reeleição e novos candidatos estão de olho em quem vai ou em quem fica nos partidos políticos.

Enquanto as “cobaias” filiam-se apaixonadamente, quem dá as cartas fica a espreita aguardando para dar o tiro de minerva.

É um tal, de sair daqui, ficar alí ou se manter acolá que é só “jesus na causa”. Mas no final das contas, os velhos caciques estão preocupados com a minireforma eleitoral, que entrará em prática esse ano nas eleições municipais proibindo a coligação para as proporcionais.

Resumindo em miúdos, tem candidato a reeleição que está na onda do “cada um por sí” e na base do “salva-se quem puder.”

Por,Rony Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui