Agentes de trânsito, Vítimas de agressões e Homicídios, até quando?

0
578
Brasília(DF), 02/02/2016 - Detran Realiza blitz na plataforma da rodoviaria - Transporte Pirata - Foto: Michael Melo/Metrópoles

Um braço importante do estado na busca da educação e segurança no trânsito, os agentes de trânsito brasileiros, tem diariamente sido vítimas de agressões verbais, físicas e vítimas até mesmo de homicídios. Segundo dados repassados pela AAGETRAN representante da categoria no Brasil, morrem todos os anos proporcionalmente, mais agentes de trânsito que policiais no país.  Interessante lembrar que apesar da inclusão dos agentes de trânsito no rol da segurança pública com a emenda constitucional 82/2014, os mesmos foram frustrados com o veto do presidente Michael Temer ao PL 152/2015, que autoriza o agente de trânsito  portar arma de fogo em serviço para cuidar de sua própria segurança e da segurança de terceiros assim como outros órgãos de segurança publica descritos no artigo 144 da Constituição e conforme rege a emenda constitucional já supracitada. Não imaginando  o presidente que ele puxou o gatilho que mata o agente de trânsito, que ele deu o soco que atinge o rosto do agente de transito, que ao vetar o PL que possibilitava o agente de trânsito se defender em serviço, ele esta sujando indiretamente suas mãos com sangue inocente. A análise ao  veto do presidente Temer  que garantiria o porte de armas para os agentes de trânsito, será analisado em sessão única entre os membros da câmara e senado Federal. Será que deputados e senadores sujarão a sua historia política com o sangue de agentes de trânsito mortos e feridos todos os dias no país?

Texto: Rony Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui